#Mulheres2016: Não Nos Damos ao Respeito




Camila Cattai

Nós queremos um bom dia 08 de março. Nessa terça eu quero acordar com uma surpresa. Presente? Um embrulho gigantesco e recheado de respeito já está bom. 

Não, eu não estou falando em respeitar uma mulher de respeito. Nenhuma de nós é. Sabe, algum homem, das atrocidades que faz uma mulher? 

Nós enchemos a cara, cercadas ou não de defensores. Bebemos até ficar de pernas pro ar. Não nos damos ao respeito. 

Uma novidade: nós gostamos de sexo. Só saiu com mulheres frígidas até hoje? E por acaso você sabe onde fica tudo? Onde está o prazer? Pesquise, questione, porque mulher transa, mulher dá. Dá no primeiro encontro, dá porque tem vontade. Da sem amor também. Não nos damos ao respeito. 

Mulheres fedem. Mulher tem chulé, mulher tem cheiro no sexo. Sexo, não! Buceta. E mulher vive cercada de lencinho, perfuminho, sabonetinho, desodorantezinho pra vagina. Não usa? Não se da ao respeito. 

Mulher tem pelo. No corpo inteiro. Às vezes ela se depila, às vezes não. Mulher com pelo é macaco, é ogra, é feminista. Talvez todas nós sejamos, justamente porque não nos damos ao respeito. 

Mulher volta pra casa sozinha. De noite. Mulher vai sozinha pra cima e pra baixo. Procura emprego sozinha. Estuda sozinha. Vai ao cinema sozinha. Tem filho sozinha. Mas não as de respeito. 

Algumas de nós nem mãe querem ser, que absurdo! Algumas de nós gostam de meninas. Algumas gostam de azul, outras não gostam de cozinhar. Essas são as que não se dão ao respeito. 

O restante merece. Liberdade e respeito. Sabe por quê? O restante é homem. Nenhuma mulher é de respeito, mas você tem de respeita-las mesmo assim. Não importa o que você pensa. Nós sangramos, abortamos, trabalhamos. Nós só não nos calamos mais. Chega de fingir gozo, chega de banho de sêmen no metrô, chega de não poder amamentar, chega de cantada, chega de piada! 

Afinal, todo dia é dia 08.


***

Camila Cattai mora em SP, é atriz, diretora e professora de Teatro. 

Um comentário:

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com