Sou Candidato Porque #3: Entrevista com Soninha Francine



A principal incumbência de um vereador é a fiscalização. Mesmo podendo apresentar projetos diversos, a mera verificação das leis que já existem, contratos, convênios e da aplicação de recursos orçamentários e outros já faz toda diferença do mundo.
Soninha Francine



Weslley Talaveira

Ela dispensa apresentações. Formada em Cinema pela USP, ex-MTV (foi uma das principais Vjs nos "tempos áureos" da emissora), TV Cultura, colunista em revistas e por aí vai. A experiência de Soninha Francine com a comunicação é vasta, mas mesmo assim é na política onde ela  se fixa atualmente, e onde já acumula uma grande experiência. Vereadora, duas vezes candidata a prefeita pelo PPS, subprefeita da Lapa, secretária de Políticas LGBT, Soninha iniciou sua militância no PT mas saiu ao perceber que o partido não era nada do que mostrava ser. Agora Soninha tenta uma nova vaga na Câmara dos Vereadores de São Paulo e, em meio a sua rotina agitada, aceitou participar do especial #SouCandidatoPorque do blog.


Veja também as entrevistas do especial #SouCandidatoPorque com Dodô Quarentão (PSL) e Lívia Fidelix (PRTB)



Quem Foi Que Disse: Qual a função de um vereador? 
Soninha: A mais lembrada é "legislar" - mas ela é mais complexa do que parece. Além de elaborar projetos de lei, vereadoras e vereadores avaliam projetos de seus colegas e da prefeita ou prefeito, nas Comissões e em plenário. A outra função é fiscalizar o Executivo e o próprio Legislativo, avaliando desde editais, licitações, contratos e a execução orçamentárias até as condições de trabalho e a qualidade dos serviços "na ponta", como se costuma dizer (isto é, lá no contato direto com os/as munícipes). Além disso, vereadoras/es têm a responsabilidade de discutir e estudar temas importantes a médio e longo prazo - por exemplo, mudanças climáticas, crise energética, formas de governo, políticas de drogas... 

Por que ser vereadora? 
Para ter poder de interferir de forma mais decisiva nos rumos de uma cidade. 

Além da política, qual seu ramo de atuação? Jornalismo. 

O seu partido é o PPS. Por que esse partido? 
Porque é de esquerda, defensor da democracia e dos valores republicanos e muito exigente e crítico em relação a si mesmo, com coragem e disposição de remar contra a maré mesmo que isso dificulte muito a sua vida. 

Qual sua relação com São Paulo? 
Amo. Só quem a ama também pode falar mal dela rs. Sei que tem um milhão de problemas e quero resolver todos (rsrs), mas tem dois milhões de qualidades e ai de quem não reconhecê-las (rsrsrs) 

Quais são as principais demandas da sua cidade? O que um vereador pode fazer para resolvê-las? 
Na experiência cotidiana das pessoas, os principais problemas são o trânsito, o transporte coletivo, as calçadas, a falta de acessibilidade, o barulho, a demora para ser atendido nos serviços de Saúde, a falta de vaga em creches, a falta de espaços e alternativas de lazer, a falta de moradia decente, a falta de atendimento para a população de rua, os problemas enfrentados pelos idosos, o esgoto não tratado, as enchentes, a violência. Cada um deles faz parte de uma teia de problemas que não podem ser resolvidos separadamente - moradia e transporte, por exemplo, são totalmente interligados. A principal incumbência de um vereador, em todos esses casos, é a fiscalização. Mesmo podendo apresentar projetos diversos, a mera verificação das leis que já existem, contratos, convênios e da aplicação de recursos orçamentários e outros já faz toda diferença do mundo. Verificar o que "já existe" (mas só na teoria) e fazer propostas e cobranças que façam as coisas acontecerem é algo que está bem ao alcance de uma vereadora ou vereador. 

Caso seja eleito, como o eleitor poderá acompanhar seu trabalho? 
Pelo Face, Blog e Twitter - como no mandato anterior (quem quiser comprovar pode entrar em gabinetesoninha.zip.net :-)) - e olho-no-olho, comparecendo a encontros organizados por nós ou convidando para encontros de sua própria iniciativa :) 

Quem você está apoiando para prefeito? Por que? 
João Dória. Porque, após analisar os 3 candidatos com quem cogitamos fazer aliança, a maioria do partido se convenceu de que ele reúne as condições para ser um bom prefeito para São Paulo: conhece a cidade (mais do que imaginava), conhece a administração pública (idem) e respeita a política (idem... empresários costumam se referir à política como algo menor, que deve ser ultrapassado por "boas práticas de gestão", mas uma prefeitura é bem mais complexa do que isso). Tem boas referências como lideranças (André Franco Montoro, que hoje reconheço com um governador muito avançado e democrático, que criou mecanismos de participação e políticas públicas que até hoje são desejadas em outros estados - na época eu era petista radical e não reconhecia p. nenhuma) e Mario Covas (que, bem antes da Erundina, promovia mutirões na periferia e fez transformação importantes no transporte coletivo). Tem desejo genuíno de trabalhar por São Paulo e disposição para ouvir todas as pessoas e aprender com elas. 

Pra encerrar: porque o eleitor deve escolhê-la como vereadora? 
Porque eu conheço a Câmara Municipal, a administração pública e a cidade real como poucos políticos; é muito fácil acompanhar o que faço e como penso; gosto muito de conhecer as coisas de perto e ouvir as pessoas; não esqueço meus ideiais, não abro mão de minhas convicções e não abandono bandeiras para ter menos dificuldades na vida. Sou "de verdade" rsrs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com