Fim de ano, ou a arte de protelar


Hoje vi na porta de uma igreja um anúncio curioso. A igreja estava distribuindo panfletos onde as pessoas poderiam listar aquilo que desejam mudar em sua vida a partir de 2014, e aquilo que desejam realizar no novo ano. 

Sim, que o final de ano é a época sagrada para se fazer planos, isso ninguém discute. Mesmo que os planos sequer saiam do papel em janeiro, ou que mal sobrevivam ao mês de fevereiro do ano seguinte, todos tem sua listinha de realizações, de conquistas que desejam para o próximo ano, todas pensadas com muita determinação e empolgação em dezembro. Mas o que me chama a atenção, e me chamou em especial nesse anúncio dessa igreja, é a expectativa que as pessoas colocam no futuro. Seja o ano novo, seja a segunda feira, temos o hábito de prorrogar realizações, de colocar em datas futuras uma carga pesada de expectativa, que nem sempre se concretiza. Pois uma coisa é certa: muito provavelmente você não vai começar nenhum regime a partir de 2 de janeiro, nem vai adquirir o hábito de frequentar academia, ou visitar seus pais com mais frequência. Sabe por que? Porque protelar é apenas uma forma de justificar para si mesmo o fato de ainda não ter feito uma coisa que você sabe que precisa fazer.

Quem protela sempre tem uma desculpa pronta. Pra que esperar até 2 de janeiro se dezembro ainda está começando? Pra que esperar 2014 se ainda temos em 2013 a quantidade de dias o suficiente para iniciar a mudanças que queremos?  Quer fazer academia? Se matricule esse ano. Quer começar acompanhamento médico? Eles ainda estão atendendo. Quer dar mais atenção ao seu filho? Ele está aí perto de você. Quer ligar mais aos seus pais O telefone que você usaria em 2014 é o mesmo que você pode usar agora. Não deixe para amanhã o que ainda dá tempo de fazer hoje. 

Pare com essa mania de planejar tudo para o dia seguinte, para a segunda feira, para o ano novo. Primeiro de Janeiro é uma data comum do calendário, nada mais que isso. Não existe nenhum sistema cósmico que muda quando um novo ano começa, nem há qualquer força superior que se renova com o começo do ano. O mundo é o mesmo, e sua vida também será, se você continuar a empurrar com a barriga para 2014. Até porque, quando você menos esperar, a copa de 2014 já terá passado, as eleições terão se concluído e a Dilma deixará o governo (que os anjos digam amém!) e você estará fazendo novamente para 2015 as mesmas promessas que fez agora para 2014.

Repito: pra que deixar para realizar coisas em 2013 se ainda temos um mês completo em dezembro? Comece hoje, e faça de 2014 apenas uma sequência da sua rotina.

Start now! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com