Quando a ideologia vai para o espaço - carta aberta a Ari Friedenbach


Vereador Ari Friedenbach,

É triste dizer que perdi a consideração que tinha pela sua pessoa como parlamentar. V. Sra foi eleito vereador de São Paulo pelo PPS em 2012 para ser oposição à já inflada base governista do prefeito Haddad, que já conta com 40 dos 55 vereadores da capital. E eis que, no meio do mandato V. Sra resolve mudar de partido e migrar para o recém-formado PROS, que até então sequer tinha atuação na capital. E sua justificativa em seu site só piora as coisas: no PROS V. Sra. será presidente do diretório municipal. 

Vereador, mudar de partido no meio do mandato e migrar para um partido nanico novo com cara de velho, que foi criado com a clara intenção de negociar segundos na TV em troca de cargos e privilégios é a prova de que fidelidade partidária é algo em extinção no país. Pior: V. Sra se deixou ser peça de uma manobra partidária dentro da câmara com o intuito de enfraquecer a já pequena oposição. Pior ainda do que mudar de partido é mudar de oposição a base aliada. V. Sra manchou uma história política que poderia ter sido se não brilhante, pelo menos diferente da maioria. 

Desculpe, mas meu voto o senhor não terá mais. Continuo respeitando sua história de vida e engrosso as fileiras dos que lutam por um país onde menos pais passem pela dor que V.Sra passou. Como pai e como defensor da justiça o senhor merece aplausos. Mas sua atuação política deixou a desejar com essa mudança.

Sem mais.

Um comentário:

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com