Textos verdadeiros, autores falsos



Se há uma coisa difícil de controlar na internet é a autoria dos textos publicados. Quem nunca viu textos de Clarice Lispector na internet que ela provavelmente nunca escreveu? Ou belas reflexões de Caio Fernando Abreu que provavelmente nunca passaram pela sua cabeça? Mas o campeão de textos atribuídos falsamente é Luis Fernando Veríssimo. A ele já atribuíram todo o tipo de textos, desde ofensas a times de futebol até belíssimas reflexões sobre a vida. Um dos mais famosos é uma crítica ao BBB, que desde 2009 vem circulando a internet, e esse ano novamente passou a circular, se referindo dessa vez À 13 edição:

"Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço. A décima (está indo longe) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência. Dizem que Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB..."

Não vou colocar o texto completo, pois além de ser longo você provavelmente já o leu em algum lugar. A cada edição do BBB ele circula novamente pela internet, sempre pelos moralistas de plantão que adoram posar de defensores da moral e dos bons costumes, que usam o nome de Luis (sem acento no I e com "s") Fernando Veríssimo para dar um ar de "intelectualidade" ao texto. Porém o próprio Veríssimo já disse que esse texto não é dele, em um artigo publicado no Blog do Noblat em 2010

Até eu, aqui no alto de minha insignificância, já tive vários textos meu plagiados em blogs. Alguns dão o crédito, outros publicam como "autor desconhecido", ou ainda mudam algumas palavras do texto e usam o próprio nome para ganhar alguma pseudo-fama na internet, sem falar em um certo blog que me colocou como "colaborador" e publicava todos meus textos publicados no Insoonia como se tivessem sido escritos especialmente para aquele blog. 

É, é meio difícil mesmo controlar o que se publica na internet. E não acho que alguma lei resolveria o caso. O que resolve mesmo é o bom senso de quem publica para procurar a fonte do que irá publicar, ou quando não é possível identificar a fonte, avisar isso. Não custa nada e torna a internet um lugar mais honesto. 

Quem sabe num futuro utópico?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com