As minhas músicas preferidas de 2011

 


Opa, e aí, pessoal?

Fim de ano, todo mundo fazendo retrospectiva de alguma coisa, e achei que seria legal eu fazer uma lista das minhas musicas preferidas, aquelas que mais ouvi em 2011. Lembrando bem que essa lista se baseia única e exclusivamente na minha opinião, independente da quantidade de vendas, da influência na mídia ou da crítica, ok? Nem todas as músicas da minha lista foram lançadas em 2011 e a maioria é desconhecida do grande público. Eu tenho essa mania de gostar do que ninguém conhece... Isso não significa também que eu gosto apenas dessas músicas. Sim, aprecio muita coisa, mas não dá pra falar tudo por motivos óbvios, então fica aqui as minhas preferências.

Vamos lá:

1°: Smile - Avril Lavigne


Avril Lavigne é minha cantora preferida e quem me conhece sabe disso. Ela sempre está e estará no topo da minha preferência musical, independente do que já existe ou ainda venha a existir. Gosto de tudo o que ela faz e sou suspeito para falar da qualidade musical dela. Mas o CD Goodbye Lullaby, lançado nesse ano, ficou muito acima do esperado. Canções mais emotivas, com letras que refletem uma Avril madura e sensível ao sofrimento e à dor. Entre as músicas do novo CD, se destacam Smile e Goodbye, minhas duas preferidas.

***

2°: Every Teardrop is a Waterfal - Coldplay


O novo álbum do Coldplay de nome quase impronunciável (Mylo Xyloto) foi uma novidade aos fãs da banda inglesa. Estilos diferentes e, porque não dizer, polêmicos. Essa música, mesmo, foi rodeada por uma polêmica depois de a banda ter sido acusada de plágio, por conta da abertura da música, que se assemelha muito à música I Go to Rio de Peter Allen. Mas não tem nada de plágio, pois no site oficial da banda há a informação de que eles usaram elementos da música do cantor australiano para criar Every Teardrop...; e apesar do título parecer meio emo ("cada lágrima é uma poça", algo parecido com Cada Poça Dessa Rua Tem Um Pouco de Minhas Lágrimas, do Fresno) a música tem uma pegada eletrônica misturada com um pouco de pop setecentista, que resultou num trabalho de muito bom gosto.

***

3°: Love and Communications - Cat Power


Logo depois da Avril Lavigne eu coloco Cat Power como minha cantora preferida. Eu mesmo já escrevi sobre isso aqui no blog e disse que ela não é uma cantora para ser apenas ouvida, mas para ser sentida. Isso porque suas músicas, aos mais desavisados, podem soar como algo meio monótono. Cat Power usa pouquíssimos instrumentos, geralmente uma guitarra ou piano e uma bateria pra marcar o tempo. Isso para valorizar sua voz e as letras.

Love and Communications é um bom exemplo disso: para que não curte é uma música estranha, com acordes aparentemente dissonantes e algo meio perturbador. Mas para quem conhece o estilo Cat Power de fazer música essa é uma das melhores canções da carreira dela. Essa é a minha opinião.

***

4°: Por Amor - Nasi:


Nasi pra mim é um dos caras mais fodas da música brasileira. Ajudou a fundar o Ira!, fez músicas ótimas, arrumou briga com meio mundo, foi afastado da banda que formou e deu vida à sua carreira solo, tão boa quanto o tempo no Ira!. Vivo na Cena é um dos melhores trabalhos brasileiros lançados nos últimos anos. Por Amor é uma das músicas do Nasi da época do Ira!, mas aqui ganhou a participação da Vanessa Krongold, vocalista do Ludov. O resultado é sensacional!

***

5°: ÜBerlin - R.E.M.


O novo álbum do R.E.M., Colapse Into Now, é um dos melhores da banda. Mas entre todas as músicas ÜBerlin é a melhor, na minha opinião - ÜBerlin é uma brincadeira da banda com a expressão Ü-Bahn, "metrô" em alemão. Além da letra ser cheia de lições e verdades o clipe é espetacular. Quem não sente vontade de sair pela rua pulando e girando como o cara descolado do clipe?


***

6°: Right To be Wrong - Janes Joplin


Além de linda, Joss Stone é uma das melhores vozes dos últimos tempos. E suas letras são lições que ela, mesmo nova, parece ter aprendido na prática. Vale a pena ouvir.

***

7°: Es War Nicht Alles Schlecht - Jennifer Rostock


A banda alemã quase desconhecida aqui no Brasil vem ganhando fãs em toda a Europa. E Es War Nicht Alles Schlecht, uma das músicas novas, resume um pouco do que a banda é: louca, mas com bom conteúdo. A música, com elementos da Neue Deutsch Härte, coloca Jennifer Rostock na mesma galeria de grandes nomes do rock pesado alemão, como Megaherz, Rammstein e outros. Es War Nicht Alles Schlecht é uma das grandes apostas do mercado musical alemão.

***

8°: Quando a Chuva Passar - Paula Fernandes


Tá, me rendi à voz de batata entalada na garganta da Paula Fernandes. Não sem muita resistência, claro! Mas não tive como! Ela é linda, e como se isso não bastasse, ela resgatou o jeitinho mineiro "boa menina" de fazer música. Regravou a música da Ivete e provou que, em certos casos, a regravação fica melhor que o original. Ela merece todo o destaque que vem recebendo. E não me interessa se ela foi eleita a mais mal vestida de 2011. Eu gosto da musica dela, e a roupa que ela usa não me interessa nem um pouco. Que a Glória Kalil se ocupe disso!

***

9°: Você Não Vale Nada - Tiê


E quem diria que um dos forrós bregas mais grudentos dos últimos tempos poderia ganhar uma versão nobre e até melodramática? Você Não Vale Nada, de uma banda de forró chamada Calcinha Preta ganhou da Tiê uma versão completamente impensável, e o resultado foi surpreendente. Mais ainda: para quem tem o preconceito com a música popular e nunca havia sequer prestado atenção na letra da música (como eu...), Você Não Vale Nada tem uma letra bastante bonita!

***

10°: Roling in the Deep - Adele


Apesar de estar no último lugar da minha lista isso não significa que ela seja "a pior". Pelo contrário: Adele ganhou o mundo e foi eleita como o melhor álbum de 2011 por uma agência de notícias espanhola. Adele é quase uma versão bem comportada de Amy Winehouse, de tanto que as vozes se parecem. Mas Adele não quer ser apensa uma cópia: tem personalidade própria e mostra isso nas letras de suas músicas. Como em Roling in the Deep.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com