"Queremos resgatar a tradição de qualidade da música britânica". Entrevista com a banda Eutopia



Começar uma carreira musical é algo difícil. Isso é fato. Mais difícil ainda deve ser começar uma carreira musical de forma independente na mesma terra de lendas da música como Beatles, Amy Winehouse, Led Zeppelin, Queen e outros. Eutopia é uma das muitas novas bandas que vem surgindo no cenário musical do Reino Unido, mas com uma diferença: o trabalho deles vem ganhando reconhecimento do público dentro e fora das terras da Rainha. Além dos vários fãs ingleses, já são ouvidos nos EUA e planejam em breve uma viagem à América do Sul.

Idealizada em 2010 por Alexander Kotziamanis, a banda é hoje formada pelo próprio Alexander, que é o vocalista e guitarrista da banda, além de Leah e Luke. A banda Eutopia é hoje uma das grandes inovações da música inglesa, principalmente pela pegada do rock com uma boa dose de eletro e synth, o que resulta num som muito diferente, muito bom de se ouvir. O primeiro single da banda, Shall I Lie tem gerado uma ótima repercussão na internet e está inclusive disponivel para o iTunes. E o álbum Seven, primeiro da banda, já está pronto para ser lançado e em breve entrarão em turnê pelo Reino Unido.

Essa é a primeira vez que a banda Eutopia fala para a América Latina, e é a primeira entrevista internacional do Blog Novas Ideias. Por conta disso, resolvemos publicar a entrevista também em espanhol, para que nossos vizinhos latinos possam acompanhar a entrevista.







1) Como surgiu a banda Eutopia?
A banda começou a partir do trabalho de Alexandre. Ele escreveu algumas músicas e sentiu que, em vez da carreira solo, ele poderia começar uma banda. A mensagem de sua música foi a positividade, sem perder uma vantagem rock. Ele conheceu Leah em setembro do ano passado e eles decidiram trabalhar juntos no projeto de uma banda. Lucas juntou-se à eles no final de janeiro e com a família completa estamos hoje com nosso trabalho em andamento.


2) Por que o nome Eutopia?
Eutopia significa "um lugar perfeito", o que é obviamente muito positivo. Estamos todos acostumados à palavra "utopia", que é um ideal inatingível. "Eutopia" é um ideal alcançável e possível. Além de que nós queríamos apenas uma palavra, com grandiosidade o suficiente para nos diferenciar das grandes e às vezes pretensiosas bandas britânicas modernas. Achamos que uma palavra pode reunir todo um conceito para a banda. O nome de uma banda deveria dizer algo sobre ela, e "Eutopia" mostra que somos uma ideia refletida em nosso trabalho pessoal e conjunto, bem como na música que fazemos.


3) Quem escreve as música da banda? Qual a inspiração ao escrever?
Alexander escreve as músicas, que tem temas diversos, mas todas são leves e têm um conceito forte. As canções falam de algumas das grandes questões como a fé, política, moralidade e sobre o consumo de drogas. O assunto principal, porém, é o amor. Todas as nossas faixas, até certo ponto são sobre o amor da humanidade, Deus, o outro. A partir disso começamos a viajar...


4) Qual tem sido a receptividade das pessoas às músicas da banda?
Assim como em todas as formas de arte temos os nossos fãs e outros que não estão tão interessados. Devido à diversidade musical a nossa música as vezes trava em alguns tipos de gostos musicais. Nós realmente achamos que podemos dar algo a todos com a nossa música. Temos uma página de fãs no Facebook e nosso site tem um fluxo relativamente constante. Temos fãs em todo o mundo e iremos para a América no próximo ano para visitar nossos fãs.


5) Qual é a principal inovação da banda Eutopia?
Acho que oferecemos algo totalmente original no mercado musical atual do Reino Unido. Usamos uma grande variedade de estilos e combinamos techniue impressionante com puro pop/rock e grandes solos de guitarra. Quisemos afastar-se das progressões de acordes óbvias e trazer de volta os elementos emotivos e cativantes encontrados na música dos anos oitenta que amamos - Bon Jovi, Def Leppard, Trip, Europa, etc. Nossas letras são muito mais do que nossas próprias vidas, elas estão prestes a questões mais amplas. Nós amamos os grandes solos de guitarra e camadas mais complexas de synth e harmonias. No entanto, não queria ir pelo caminho bem percorrido progressiva à medida que sentir que muitas bandas se tornar a técnica para seu próprio bem e do sacrifício dos elementos melódicos que apelar para o mercado de massa. Assim, mantemos nossas melodias simples e cativante. Nós também adicionar algo moderno, alguns elemento "un-Rock'n Roll ", com synths dançantes. Nós amamos os sons rítmicos e a perfeição de sincronismo encontrado na música dançante e conhecemos o impacto de uma melodia de sintetizador muito eficaz.


6) Já se apresentaram fora da Inglaterra? Em quais lugares?
Os componentes da banda já se apresentaram individualmente fora do Reino Unido. Alexander já tocou em vários países europeus. Lucas tem tocado em outros países europeus e Leah fez uma turnêa no Oriente Médio. Como Eutopia, temos grandes planos para os próximos shows começando com uma turnê nos EUA no ano novo.


7) No Brasil, o Mercado para novos talentos tem sido muito promissor. Quase todos os dias vemos novas bandas e novos cantores no cenário musical brasileiro. Como está o mercado para novos cantores / bandas no Reino Unido?
O mercado musical no Reino Unido está sob uma enorme pressão. Programas de TV como Britain Got Talent e X Factor dão a impressão de que qualquer um pode ter sua carreira de sucesso, independente de talento. Se impressionam com essa e ideia e não querem correr riscos. Acabamos vendo carreiras sem longevidade e um pequeno grupo de escritores que fazem letras de músicas para muitos. Ninguém tem tempo para se desenvolver como artista e construir uma forte base de fãs ao mesmo tempo. Você precisa construiur a própria carreira, por conta própria, para só sí as gravadoras se interessarem em você. Com isto em mente, estamos muito felizes com a forma como Eutopia está progredindo, mas entendemos que estamos com um bom começo, e é questçao de tempo para pensarmos numa carreira internacional mais consistente.


8) Vários cantores e bandas que fazem sucesso hoje começaram com vídeos na internet. Qual é o peso da Internet na divulgação do trabalho de vocês?
A internet é, provavelmente, a nossa principal fonte de sucesso musical. A utilizamos para a divulgação e é uma plataforma fantástica para nós, como artistas musicais em uma plataforma global. Fazemos vídeos, temos vários shows ao vivo que são transmitidos on line para fãs que não podem estar presente em nossas apresentações por conta de sua localização geográfica. É uma maneira fantástica para nossos fãs estrangeiros nos verem em ação ao vivo. Fora isso, também temos os nossos próprios vídeos que promovem a Eutopia em outros nichos. Alexander tem suas aulas de "Guitar Arcanjo" no Youtube, onde dá algumas aulas de guitarra. Leah tem um blog, o Synth Owl, que se comunica com os fãs de synth, mas também mantém as pessoas em dia com o que está acontecendo com a banda. Ela também escreve sobre como é ser a única mulher na banda e uma das únicas na indústria do rock em geral.


Banda Eutopia
9) Vocês tem tido dificuldade nesse começo de trabalho? Quais?
A indústria da música é conhecida por ser um dos mais difíceis para se iniciar e, claro, é muito difícil fazer um impacto. Estamos completamente dedicados ao nosso ofício e a divulgação "boca a boca" tem sido a nossa melhor aposta. É surpreendente o que pode acontecer quando as pessoas gostam do que você está fazendo e querem ajudá-lo ao longo de seu caminho. É uma luta para ganhar reconhecimento, mas nossa base de fãs em constante crescimento e os recordes de vendas estão provando que estamos no caminho certo.


10) Quais os próximos projetos da banda? Já tem turnês agendadas?
Bem, o álbum de estréia Seven está completo e está inclusive disponível para o iTunes, para que todos possam desfrutar de nosso trabalho a partir do final de outubro. Temos trabalhado arduamente. Toda a gravação, produção, mixagem e obras de arte foram feitas em casa. Alexander faz a produção e Leah faz as artes. Tem sido um trabalho de amor e estamos muito animados para em breve começar oficialmente a promoção do álbum. Afora isso, estamos planejando uma viagem para Los Angeles em fevereiro, onde estaremos fazendo uma série de entrevistas e cargas de shows ao vivo. Nossa base de fãs norte-americana é grande em comparação com a nossa popularidade aqui em Londres e nós não poderíamos estar mais animado para a nossa primeira turnê internacional. Há muitos mais para vir e esperamos em breve ir à América do Sul.


11) Vocês estão na mesma terra de nomes indiscutíveis do rock, como Led Zeppelin, Queen e outros. Apesar da diferença de estilo de vocês com essas bandas, qual é a influência que elas exercem sobre o trabalho de vocês? Acreditam que a responsabilidade de fazer música no mesmo país de nomes tão conhecidos mundialmente é maior?
Acho que posso dizer com segurança que sem a influência desses pilares da música do Reino Unido nós não fazemos o que fazemos. Os riffs matadores de Led Zeppelin e da diversidade épica do Queen são provavelmente duas das nossas maiores influências. Devido à incrível linhagem musical que herdamos neste país é claro que há pressão. Queremos chegar a esse alto nível nível e acho que é um padrão que deve ser reintegrado na música britânica. Percebo que nos últimos anos as pessoas perderam a referência da nossa rica história musical e sentimos que é hora de trazê-lo de volta.


12) Conhecem algo do Brasil? Música, lugares, etc.
Ouvimos apenas coisas boas sobre a sua cultura e património musical. Para nós o Brasil significa paixão e atitudes positivas, as duas coisas que nos esforçamos para trazer ao nosso dia a dia. Nós não podemos esperar para conhecer a América do Sul e esperamos que possamos desfrutar de sucesso com a crítica brasileira e com os fãs. Além do que seria ótimo ver nossa música sendo tocada em casas de show no Brasil.


13) Gostaria de deixar uma mensagem para os leitores do Blog Novas Ideias?
Mantenha sua fé, faça tudo com paixão e acredite no que você está fazendo. É melhor dedicar sua vida a fazer uma única coisa que você ama de todo coração do que fazer mil coisas sem paixão. E claro: conheçam nossa música em nosso site... hahaha!


Com colaboração de Glaucio de Souza, Gabriela Penha e Liesel Hoffmann. 
Agradecimento à Julia Nicklen, que respondeu a entrevista em nome da Banda Eutopia


***

Visite o site da banda Eutopia e curta a página no Facebook.


Ouça a música Seven, que dá título ao primeiro álbum da banda:

EUTOPIA-Seven-Seven by Eutopia


Ouça a música Shall I Lie:

SHALL i LIE - EUTOPIA -Seven by Eutopia


Ouça a música Sattelite of Love:

EUTOPIA-Satellite Of Love-Seven by Eutopia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com