Morre David Wilkerson



Ontem o mundo perdeu um grande homem: David Wilkerson, missionário protestante americano, tinha 79 anos e foi vítima de um acidente de carro.

Talvez você não saiba quem era David Wilkerson, mas ele foi o responsável por um dos maiores trabalhos de recuperação de viciados em drogas nos EUA. Escreveu um livro bastante conhecido entre os evangélicos, A Cruz e o Punhal, onde ele fala do tempo em que esteve no meio dos gangsters dos guetos de Nova Iorque, a "selva de asfalto de Nova Iorque", como ele mesmo diz. Conviveu entre os piores bandidos, foi ameaçado de morte, presenciou momentos fortes, mas conseguiu convencê-los a mudar de vida, e viu  trogloditas tatuados se renderem chorando ao seu apoio. Escreveu outros livros também, como Foge Nick Foge, onde ele conta uma experiência particular de uma das personagens de A Cruz e o Punhal, o jovem traficante Nick. Sâo livros pesados, com momentos fortes. Vale a pena conhecer.

Além disso, David Wilkerson ainda era um dos poucos evangélicos com coragem o suficiente para denunciar o rumo que a igreja tomou nos últimos anos. Contestou publicamente Benny Him, grande pregador americano, e sempre se manifestou contra as teologias da prosperidade e outras, como as que pregam os espetáculos bizarros como forma de se chegar a deus.

Li o livro A Cruz e o Punhal em 2001, quando ganhei de aniversário de uma grande amiga, que infelizmente já não está mais entre nós. E até hoje a história do trabalho dele me marca, principalmente pela coragem dele em trabalhar com os marginalizados da sociedade norte-americana.

David Wilkerson é uma dessas pessoas insubstituíveis. Vai fazer falta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com