Violência tem motivos?

Texto postado também no www.insoonia.com


Queria, na verdade, comentar uma coisa estranha que aconteceu comigo ontem, na rua. Estava eu, feliz e calmamente caminhando pela avenida Brigadeiro Luiz Antônio, em SP, indo ao ponto de ônibus tomar meu busão de cada dia, quando vi no ponto uma menina (gostosinha, até) sentada, chorando baixinho, mas um choro sentido. Minha timidez excessiva com desconhecidos me impediria de falar com a moça, mas meu lado Madre Tereza fala mais alto nessas horas. Dei a cara a tapa e perguntei o que estava acontecendo, se ela estava passando mal, algo assim. Ela respondeu apenas que não estava passando mal, estava tudo bem. Tomei a liberdade de perguntar se ela estava com algum problema, pronto para ouvir um não é da sua conta. Mas a moça se mostrou receptiva e começou a conversar. Vou omitir o nome dela, óbvio, e mudar um pouquinho a história, pra não haver nenhuma possibilidade de identificação.

Ela me disse que estava grávida (detalhe: ela tem menos de 18 anos), mas não tinha coragem de contar ao namorado (que tem menos de 19) o resultado do exame, porque ele é muito violento. Disse que bate nela quase toda semana. Perguntei:

-Mas como assim, te bate? Você não pode aceitar isso!
-Ah, mas eu dou motivo, eu irrito ele às vezes, sou muito chata!

Conversei um pouco com a moça, e logo ela tomou o ônibus e foi embora. Provavelmente nunca mais vou vê-la de novo. Mas essa de “eu dou motivos para ele me bater” ficou na minha cabeça. Ainda mais porque essa semana vi o resultado de uma pesquisa que diz que quase 80% das mulheres que apanham são vítimas de namorado ou ex-namorado. Se a violência é algo intolerável, como explicar uma menina que aceita apanhar porque “dá motivos”?

Meninas, deixa eu falar uma coisa: NÃO EXISTEM MOTIVOS PARA A AGRESSÃO. Ele te ameaçou, te ofendeu com palavrão? SAI FORA DESSE CARA, porra! Um cara merda que te ofende não merece sequer sua atenção, quanto mais seu amor. Ele te bateu? Denuncie! Não tenha medo de fazer mal a um filho-da-puta que teve a coragem de levantar a mão a você.

Homens, “prestenção”: violência nunca resolve nada, pelo contrário, cria outro problema pior. Tua namorada terminou com você? OK, vc não é o primeiro nem vai ser o último do mundo a levar um fora nessa vida, cacete! Deixa a menina seguir o rumo dela e siga o seu. Mostre que você é maduro o suficiente pra viver sem depender dela. Se ela não quer, paciência, tem quem queira, OK? Não trate mulher como posse sua. Ela não te pertence. Lembre disso!

Galerinha, desculpem pelo texto longo, mas tenho visto tantos casos de meninas sofrendo na mão de malucos que acho que precisava de um texto assim. Leiam, reflitam, conversem sobre isso, comentem. Violência nunca leva a nada, OK?

Um comentário:

  1. Isso é comum. Sabe por que?
    Por que querendo ou não, vivemos numa sociedade machista, ou usando um termo mais ameno, patriarcal.
    E não vem dizer que isso papo de feminista, bla bla bla, pq é verdade,
    Nossas meninas são ensinadas desde cedo que precisam ser submissas ao homem, e isso muitas vezes nem é consciente.
    Os meninos por outro lado, aprendem que de maneira alguma podem perder ‘a pose’ de macho alfa, não podem demonstrar fraquezas, pq isso seria uma “boyolisse” (se é q essa palavra existe, haha enfim).

    A cada duas horas uma mulher é morta no Brasil. E isso é cultural, não tem nada a ver com problemas mentais, ou você acha que o Lindemberg tinha algum problema? O que ele tinha era o orgulho macho ferido.
    O problema é que o amor traz um sentimento de posse, e isso junto a todo esse sentimento de superioridade do homem gera isso: O homem acha quem tem o direito de bater, e a mulher, que desde cedo foi ensinada assim, acha que tem o dever de apanhar calada.

    *Sem generalizações.

    **Copiei e colei meu comentário la do insoonia xp

    ResponderExcluir

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com