E eu achei que era só uma brincadeira de adolescentes.

Como seria se eu tivesse feito diferente naquela época?
E se eu tivesse levado a sério aqueles "eu te amo"?
E se eu parasse pra reparar as indiretas que você me deu?
Ah, se eu não tivesse achado queera apenas uma brincadeira de adolescentes.
Você queria, eu também.
Nossos olhos se encontravam, nossas mãos se tocavam.
E nossos lábios, que tanto queriam se encontrar, não o fizeram. Por que?
Tantas vezes eles se aproximaram, e nada.
Aquele "vou sentir sua falta" no dia da sua despedida, não foi em vão.
Aquele choro de despedida disse muita coisa.
Aquele abraço, quando passeava e me encontrou por acaso, disse muita coisa.
E eu não percebi.
Percebi agora, que já é tarde demais.
Você me procurou e eu não levei a sério.
Preferi me envolver em outra.
Outra, que me decepcionou.
Agora, não mais posso te ouvir me dizer que me ama.
Não mais posso te ver chegando mais cedo somente para conversar comigo.
Não mais verei seu sorriso único tentando esconder o nariz entre os olhos.
Lembra que você até me falava com que idade pretendia se casar? 26 ou 27 anos. Acho que era isso...
Ah, quantas tardes boas juntos.
Lembra de quando nós ficávamos sozinhos e eu começava a imitar os outros? Imitava professor, amigos... Aquela risada contagiante que você dava... Disse até que comentava sobre mim com suas amigas, lembra?
E eu, que arrumava qualquer desculpa, qualquer produto para levar lá, só para te ver.
Você também fazia isso, e a cada vez que trazia algo, pegava em minha mão e dizia que me amava.
E eu achei que era só uma brincadeira de adolescentes.
Lembra do presente que te dei no seu aniversário, mesmo depois que você se foi? Chamei uma colega pra me ajudar a escolher aquele urso de pelúcia feinho de doer. Cheguei lá e você não estava. Eta sacrifício pra tomar coragem e deixar o presente com sua colega!
Depois você me enviou o e-mail falando que adorou o presente. E eu me senti o cara mais realizado do mundo.
Quantas vezes falei que ia te ligar? Mas não liguei. Acho que você deve ter ficado esperando...
Hoje vejo como seria se estivesse com você. Como você está linda hoje! Está mais desenvolvida, mais mulher. Mas com o mesmo sorriso angelical (Só que agora metálico...) . O mesmo ar de autoridade que me fascinou.

Ah! Se eu tivesse prestado atenção nos sinais que você me dava!
E eu achei que era só uma brincadeira de adolescentes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com